HAIRDRAMA

Monthly Archive: julho 2014

sexta-feira

25

julho 2014

5

COMMENTS

Cachos com a Flora Diegues

Written by , Posted in DESATANDO OS NÓS, PRODUTOS

_MG_1501

Primeiro de tudo, nem acreditamos que finalmente este post está sendo públicado! Não é a toa que está chovendo tanto aqui no Rio de Janeiro, cidade onde moramos. A vontade de fazer um post sobre cachos existe desde o primeiro mês que começamos o blog, não só porque nos interessa muito, mas porque é o assunto que mais pedem pra gente por mensagens. Todo mundo quer saber como arrumar um cabelo volumoso, como deixar os cachos perfeitos ou como domar ondas que têm vontade própria. A gente não queria só fazer um post e foi por isso que demoramos tanto, tinha que ser perfeito com as mulheres donas dos mais lindos cachos. Seis meses depois… conseguimos!!! Yeah! Serão quatro semanas de cachos, uma convidada por semana dividindo conosco suas dicas e produtos preferidos.

Nossa querida amiga Flora Diegues é a convidada do primeiro post.  A gente acha que ela nem deve mais lembrar que deu essa entrevista ou agora pensando bem, será que ela achou que nós não gostamos do material final? Rs! Não é nada disso! Nós amamos tudo! Amamos tanto, que mesmo seis meses depois estamos compartilhando com vocês, dicas maravilhosas.

Com vocês Flora e seus cachos e claro muitas dicas!!!

Reparem nos cachos!

_MG_2427 _MG_1501

 

E agora os  produtos:

produtos flora

 

-

terça-feira

22

julho 2014

3

COMMENTS

“Azul é a Cor Mais Quente” ou O cabelo da Adèle

Written by , Posted in LOOKS

adele 9

Por Diana Herzog

Demorei, mas finalmente assisti o filme “Azul é a Cor Mais Quente”, e gostei muito, nem senti o tempo passar, mas as duas coisas que mais gostei foram: a relação construída entre as duas atrizes e claro como não podia deixar de ser, o cabelo, mas eu não estou me referindo ao cabelo da personagem da atriz Léa Seydoux, que era azul, e sim às madeixas de Adèle Exarchopoulos, que não por acaso tem o mesmo nome que a personagem principal do filme.  E olha, que quem acompanha o blog de perto, sabe bem, que a gente vem namorando cabelos coloridos, e preciso assumir que eu sou a mais apaixonada da dupla por uma cabeça de arco-íris, rs!  Eu que antes do filme estava crente que iria falar sobre o cabelo azul, me surpreendi. Na verdade, eu nem gostei tanto assim, mas é claro que chama muita atenção, e é o cabelo normalmente que comentam ao ver o filme. Mas eu fiquei de cara com o cabelo desarrumado da Adéle, comprido, rebelde, que ela solta, prende, joga pra um lado, joga pro outro, deixa cobrir a cara da mesma forma como que ela respira, como algo necessário, que diz tudo. Afinal eu que sou atriz e acho que respirar é tudo – a respiração é a alma da personagem, do estado. E eu que sou “HAIRDRAMA”, rs, também acho que o cabelo é tudo e a alma da personagem.

Assisti uma entrevista que Adèle deu a Charlie Rose, e ela contou que não havia maqueador ou hairstylist no set, e acreditem ou não, não havia nem figurino, era tudo visto na hora, pelo jeito que ela falou me pareceu tudo muito livre e que era isso que o diretor queria. E foi isso que eu senti ao ver o filme, e principalmente ao acompanhar essa personagem/atriz que soltava e prendia esse cabelo maravilhoso, que na bagunça, no acaso me aproximava mais da história, mais do filme e mais da vida de Adèle.

Achei o tumblr da Léa Seydoux, e é maravilhoso! O nome é “Moments of being”,  são imagens na maioria gifs de cenas de filmes da própria atriz, de bastidores, de outros filmes como “Ela” e “Bonjour Tristesse”, entre outras imagens lindas. Me apaixonei. Roubei vários gifs que dão pra ter uma noção do cabelo da Adèle que ja tanto falei. Pra entender melhor só vendo o filme mesmo.

adele 10

adele 9

adele 7

adele gif 1

adele gif 2

adele gif 3

adele gif 4

 

 

sábado

19

julho 2014

0

COMMENTS

quarta-feira

16

julho 2014

1

COMMENTS

Bastidores da peça “Razões para ser bonita”

Written by , Posted in LOOKS

10478220_705485649508391_3877166390067639315_n

Por Julia Lund

10478220_705485649508391_3877166390067639315_n

Com um certo atraso, consegui “parar” e escrever esse post. Na verdade, parar não é bem a palavra, por exemplo agora estou no Crystal Hair pintando o cabelo e escrevendo enquanto espero a tinta fazer efeito. Foi o único tempo livre que achei. Há uns três meses que venho fazendo TUDOAOMESMOTEMPOAGORA, sem um minuto para respirar direito…

Bom, durante a turnê da peça “Razões para ser bonita” eu fui filmando imagens soltas para depois junta-las e publicar um post mostrando um pouco dos bastidores da peça. Como fui filmando ao léu, o video não tem pé nem cabeça, virou muito mais um clipe tendo como trilha sonora uma das músicas da peça. Fui muito feliz nesses meses que viajei com eles. Nos divertimos muito, e toda hora que estávamos livres e o meu celular estava por perto, eu falava: “Gente, vou filmar um videozinho pro hairdrama tá?” Só pra vocês terem ideia do clima da coisa, espero que vocês gostem e por aqui a saudade desses queridos já é enorme.

Mais fotos!!!

razões pra ser bonita

sexta-feira

11

julho 2014

0

COMMENTS

HAIRDRAMA na redação do Caderno Ela

Written by , Posted in ENTREVISTAS!

materia caderno ela cabelos

O Ela é o caderno do jornal O Globo feito para  mulheres, encartado aos sábados, está sempre conectado com beleza, moda, arte, design, gastronomia, etc… Nós adoramos os editoriais de moda, têm sempre cabelos interessantes que nos servem de inspiração, fora que também nos deixa por dentro do que está rolando nesse mundo que pra gente ainda é distante, mas nos interessa muitíssimo! E foi por isso que decidimos correr atrás de uma entrevista com a  Ana Cristina Reis, editora do caderno, e não é que nós conseguimos. Não vamos nos estender muito nessa introdução, porque acabamos fofocando muito lá na redação (escrevemos fofocando, porque achávamos que estávamos indo fazer uma entrevista séria, mas quando o assunto é cabelo não tem jeito, a gente acaba fofocando), local onde fomos super bem recebidas pela Ana Cristina e a Talita Duvanel repórter do caderno. Foi uma delícia de papo e entrevista, as duas são muito simpáticas e generosas, assim que chegamos a Ana Cristina já tinha separado matérias do Globo que falavam sobre cabelo, e antes mesmo de irmos embora já tinha tratado de nos enviar um email com as matérias em pdf, que é claro nós vamos compartilhar com vocês também. Mas primeiro a entrevista!

IMG_1061

HAIRDRAMA – Qual é o espaço que o cabelo tem dentro do Caderno Ela?

ANA CRISTINA REIS – Cabelo, por incrível que pareça, apesar de ser fundamental, ele é discreto, no sentido de que se ele não está ruim, se a gente não nota o cabelo nas produções, é sinal de que ele foi bem feito. Ele não é notado justamente quando ele está bom. Então, quando você muda a produção do cabelo, você muda a imagem. Agora então, com essa onda dos anos 90 em moda, os anos 80 também, você faz uma cabelo volumoso, grande, fica mais vamp, quando você faz um cabelo mais reto fica uma coisa mais clássica, curtinho fica mais jovial, anos 60. Então o que eu quero dizer é que o cabelo, para a gente, é tão importante quanto a roupa e maquiagem, apesar de não ser tão exaltado. A Talita, que cuida do blog  sabe que é uma fissura dos leitores, né?

TALITA DUVANEL – Na internet a gente consegue aproveitar algumas coisas que a gente não aproveita no caderno. As pessoas gostam muito na internet de dicas, como você vai resolver tal problema, o que está na moda e o que não está, etc…

ANA CRISTINA REIS – Por exemplo, um oleozinho tal, que é a última novidade, aí esse oleozinho vai ser o milagre…

TALITA DUVANEL – Na internet você consegue explorar muito essa coisa da dica, o que você pode comprar para resolver um problema X…

HAIRDRAMA – Hoje em dia o cabelo colorido não é mais algo transgressor, a gente vê cabelo rosa na novela, numa atriz de Hollywood, numa “It Girl”… O que seria equivalente ao cabelo colorido hoje?

ANA CRISTINA REIS – Por incrível que pareça ainda é transgressor o cabelo branco, curtinho. Cada vez mais eu tenho visto conhecidas minhas de 50 e poucos anos dizendo “Ah, eu vou deixar… Por que não?” Antigamente, só mulheres de 70 anos faziam isso. Quer dizer, hoje você também vê mulheres de 80 anos que fazem o cabelo curtinho e deixam branco, mas ainda é uma atitude transgressora…

TALITA – Ainda mais se for longo…

ANA CRISTINA REIS – Eu tenho uma avó que tem 100 anos, sabe quando é que ela falou pra mim “Minha filha, vou deixar de pintar o cabelo”? Com 96 anos… Ou seja, acho que ainda é um mito. Tenho sentido que gente mais jovem, porque 50 e poucos anos é jovem, estão pensando em deixar o cabelo branco. Isso há 40 anos atrás não se pensava, ia parecer desleixo.

HAIRDRAMA – Até que ponto vocês acham que o cabelo muda a personalidade de uma pessoa e a percepção que gente tem dela. Nós, atrizes temos que mudar o tempo todo…

ANA CRISTINA REIS – A gente sente isso nas produções…

TALITA – A mesma modelo (Débora Muller) fez um ensaio no mesmo hotel, na mesma semana e parece que você contratou 5 mulheres diferentes.

materia caderno ela debora muller

HAIRDRAMA – Porque vocês acham que o cabelo tem esse poder de transformação?

ANA CRISTINA REIS – Acho que por ser a coisa mais óbvia, mais aparente. É interessante você olhar historicamente quem é que cobre o cabelo: freira, rainha, mulheres no dia do casamento na igreja católica e as mulçumanas, porque cabelo também é tentação né? Cabelo é o que atrai, o que tenta…

TALITA —  E também é a coisa mais fácil de você mudar, eu não posso mudar meu nariz assim tão facilmente.

HAIRDRAMA – Vocês já mudaram muito?

TALITA – Na verdade eu sempre fui loira, aí com 15 anos meu cabelo começou a escurecer e eu comecei a pintar, e desde aí eu pinto. Eu não tenho outra referência de cor em mim, eu tenho uma vontade danada de mudar, mas eu não consigo… Acho que dá muito trabalho.

ANA CRISTINA REIS – Eu sou de uma geração que costumava fazer touca, o pessoal com 12, 14 anos fazia touca, eu nunca fiz porque minha mãe falava: “Minha filha seu cabelo é naturalmente lindo ondulado”. Eu falava pra ela: “Mãe tô parecendo a Gal Costa”, e  aí meu pai falava: “Minha filha você nasceu para o rabo de cavalo”. Mas eu pensava: ah mas eu vou ficar de rabo de cavalo o tempo todo? Não… E eu não gosto de cabelo grandão, não gosto de rabo de cavalo, então vamos cortar. Quando garota meus pais eram bem práticos: não use brinco porque é coisa de índio, corta o cabelo pra ser fácil, pra lavar e ser prático… então eu sabia que eu gostava de cabelo curto, sempre tive curto e tal. Cor: nasci com o cabelo preto, caiu e veio ruivo,  fiquei com ele acobreado até os vinte e poucos, aí veio o primeiro tufo de cabelos brancos, aqui no jornal… Eu passava um negócio que nem sei se existe mais, Henna, usei anos e anos Henna castanho ou acobreado. Tenho vontade de ficar um tempo com o cabelo preto. Estou chegando numa idade que se tiver um “highlight”, uma coisa clara, melhor, para não aparecer as rugas.

Ah! Outra coisa que anotei aqui: permanente. Eu fiz um permanente pra minha formatura na faculdade em 89, porque meu cabelo é ondulado, mas não é cacheado, é o meio do caminho. Ficou bom, mas eu fiquei parecendo aquela Tina, da história em quadrinhos da Mônica. Tem uma coisa, eu uso óculos, e quem usa óculos sempre fica achando que vai ficar muito papagaiado, muito aquele filme “Tootsie”, muito traveca se usar muita coisa, então evito usar brinco, evito usar presilha.

 HAIRDRAMA – Vocês usam muito acessórios de cabelo?

ANA CRISTINA REIS – Eu gosto quando eu boto lente de contato e óculos, eu gosto de lenço, gosto de chapéu. Eu tenho um lado meu atriz sem desenvolver, então eu me fantasio para a ocasião, por exemplo, fui andar de carro com um cunhado meu num conversível, olha aqui (mostra a foto de chapéu), quer dizer eu me fantasio. Eu tenho em casa peruca azul, vermelha, ruiva. Eu tive tiróide e meu cabelo caiu bastante, fiquei com pouco cabelo, então cortei bem curtinho e comprei uma peruca meio chanelzinha ruiva na Fiszpan, eu fico outra pessoa, meu deus que coisa!

Outra coisa que anotei aqui: A gente sempre acha que quando a gente viaja o cabelo da gente fica muito melhor, clima seco, o clima do Rio não é bom pra cabelo.

 HAIRDRAMA – A água também faz muita diferença, até fizemos um post sobre isso.

ANA CRISTINA REIS –  Por outro lado, tem que pensar uma coisa, eu lavo o cabelo todo dia, eu não usava condicionador, mas depois que comecei a pintar… Shampoo eu não compro, porque a gente ganha muito, eu uso desde Johnson & Jonhson até um shampoo inglês de um marca top e cá entre nós, eu não sinto diferença, eu acho importante variar.

TALITA – Eu acho que shampoo é muito detergente, eu acho que não vale muito a pena gastar dinheiro nisso, acho melhor gastar em outro produto.

ANA CRISTINA REIS – Eu gosto muito de um produto que não conhecia aqui no Brasil, o shampoo seco. Eu tenho uma avó materna que sempre morou em NY, ela lavava o cabelo de 3 em 3 dias no salão, e nos outros dias elas passava isso e agora que chegou aqui. Pra quem tem o cabelo oleoso e comprido é bom, pra mim que tenho cabelo curto não adianta muito.

TALITA – Eu uso sempre, já testei vários, gostei muito do da kérastase e o da Redken Pillow Proof. (Os dois estão indicados lá no nosso post só sobre shampoo seco!)

 SUPER DICA:

ANA CRISTINA – As minhas duas avós dormiam com fronha de seda no travesseiro porque amassa menos o cabelo. Porque é isso, né, o penteado, escova tem que durar, porque é lei de Murphy, o cabelo tá sempre bom quando você não precisa. Quando eu NÃO tenho um encontro, então o cabelo vai ficar bom.

TALITA – E se você arrumou o cabelo em casa de bobeira ele vai ficar ótimo, quando você precisa sair não tem jeito.

HAIRDRAMA – Vocês já mudaram o cabelo – corte ou cor – e alguma coisa aconteceu logo depois, tipo trabalho novo, relação nova, etc… De sentir que o olhar de fora mudou.

ANA CRISTINA: Quando eu corto meu cabelo muda muito, eu já tive cabelo aqui (apontando pra um comprimento longo), e eu mudo radicalmente quando eu corto o cabelo, as pessoas falam que eu fico parecendo outra pessoa. E eu dou a maior sorte pra namorar com cabelo curto, casei, tudo com cabelo curto. E conversando com meu primeiro namorado, meus outros namorados e marido, eles falavam: “engraçado, não é que eu goste de cabelo curto, eu gosto de cabelo curto em você.” É interessante, quer dizer, então esse negócio de cabelo curto, de que homem gosta de cabelo comprido, homem gosta de cabelo comprido sim, mas ele gosta da pessoa. Então quer dizer, tem homem que diz que gosta de cabelo curto porque gosta da nuca, mas não é isso, é porque a pessoa é que é interessante. As coisas acontecem comigo de cabelo curto, eu me sinto relaxada.

seleção elaHAIRDRAMA – Quem vocês acham que é a mulher brasileira mais estilosa quando o assunto é cabelo?

ANA CRISTINA – Tem tipos, não tem? A Constaza Pascolato que tá sempre com cabelo diferente. Tem também a Gisele Bündchen, que tá à um passo da cafonice, um passo mínimo, mas ela é um acontecimento, é o Niagara Falls, o Grand Canyon e ela. Tem o cabelo da Cleo Pires, antes a mãe dela.

TALITA – Eu me lembro quando eu era criança a referência era o cabelo da Glória Pires. Ela tinha um cabelão.

ANA CRISTINA – Os cachos da Patrícia Pillar.

TALITA – São os cachos mais lindos.

ANA CRISTINA – Quer dizer são várias, não é uma só.

HAIRDRAMA – E entre as mulheres internacionais?

 ANA CRISTINA – A gente adora a Julianne Moore.

TALITA – Ah, é! Ela tem o cabelo maravilhoso!

ANA CRISTINA – Ela é maravilhosa! Tem também a Rihanna que é interessante, ela corta o cabelo de qualquer maneira e fica bem, o rosto é muito bonito, né. A Julia Roberts também tem o cabelo interessante porque ela consegue usar o cacheado e liso, e ela quando cortou curtinho pra fazer a Sininho ficou ótima também.

HAIRDRAMA – Quem vocês acham que é o grande cabeleireiro aqui no Brasil?

TALITA – Eu vou falar do meu. Eu corto com o Anderson Couto do Majestic. Eu gosto muito dele, e eu sou tempo pré-Letícia Spiller, depois dela ele bombou, ele é incrível.

ANA CRISTINA – Eu corto há anos com o mesmo, não é conhecido, chama Marcos, é num subsolo num salão que chama Gomes Coiffeur, na Aníbal com Visconde de Pirajá (Ipanema). Ele já trabalhou em vários salões e eu fico seguindo, onde ele vai eu vou. Eu gosto aí eu fico, eu não sei se eu sou fiel ou preguiçosa. Mas por outro lado, se eu tô de férias, viajando, é que nem impulso, eu vou e corto. Vou porque bati o olho e gostei ou porque to chateada com alguma coisa, e pergunto, qual é o melhor? E vou.  Mas aqui eu fico sempre no mesmo.

ANA CRISTINA – Aqui no Ela as meninas vão aonde?

TALITA – As meninas gostam do Tiago Parente.

ANA CRISTINA – Também tem a Mandy e antes, o France Jean Yves.

TALITA – A Lívia Breves gosta do Edson Rysco no Bairro Peixoto.

ANA CRISTINA – Corte é quem nem terapia, você tem que ter empatia com a pessoa.

TALITA – E tem uma coisa, ele tem que saber se você é tipo de pessoa que está disposta a ficar arrumando o cabelo, secando. Eu por exemplo, não gosto de usar secador, eu fico ai meu deus, tá ressecando o meu cabelo. Eu já sou meio psica com cabelo seco, então não adianta ele fazer uma coisa que eu vou precisar secar meu cabelo todo dia, porque eu não vou querer secar.

ANA CRISTINA – A gente quer que seja bonito e prático né.

 DICA:

ANA CRISTINA – Lavar cabelo com sabão de coco e depois um óleo de amêndoa.

 HAIRDRAMA – E pra finalizar, vocês já passaram por algum hairdrama?

TALITA – Eu não. O Anderson nunca cometou erros, rs.

ANA CRISTINA – O meu hairdrama, eu tinha 18 anos, não morava aqui, vim passar férias e aí tava com cabelo comprido e resolvi ir na Socila que na época era o máximo, quando eu saí de lá, meu cabelo estava quase de soldado de tão curtinho. Aí eu cheguei em casa  e perguntei, pai o que você achou? E ele: “é, tá parecendo o irmão da Ana.” Eu de óculos, 18 anos, cabelo curtindo… esse foi meu hairdrama.

TALITA – Ai me lembrei de uma vez que eu cortei, mas eu era bem pequena. Lembra daquela novela “Quatro Por Quatro”, que tinha a Babalu, ela tinha o chanelzinho aqui, e eu queria cortar que nem o da Babalu. E eu tinha cabelo aqui (mostra comprido) e cortei, eu chorava muito, porque achava que não tinha cabelo, e nem era tão curto, mas eu era pequena, e dizia, eu nunca mais vou cortar o cabelo e desde então nunca tive o cabelo tão curto.

Como prometemos no início aí vai a segunda matéria que Ana Cristina nos mandou, que é demais, fala sobre os cabelos dos últimos 50 anos, a nossa cara né!

materia caderno ela cabelos

 

 

quarta-feira

9

julho 2014

0

COMMENTS

terça-feira

8

julho 2014

0

COMMENTS

Making of do nosso ensaio fotográfico

Written by , Posted in LOOKS

Cópia de IMG_5467

Desde o primeiro dia em que começamos nosso querido blog pensávamos quase sempre na mesma coisa: precisamos de fotos de nós duas juntas!  Foto boa né? Rs! Então em parceria com as meninas da Nova Assessoria, a Carol e a Sayo, que fazem a assessoria do HAIRDRAMA, organizamos uma sessão de fotos, pra nossa alegria!!! Como coisa boa só atrai coisa boa, só gente fina chegou junto nesse trabalho :) O Sergio Baia, fotógrafo talentoso que só ele, nos recebeu no seu estúdio as 21h da noite e com a maior disposição, fez todos os clicks e no final já estava até de peruca. Convidamos para nos maquiar o Gabriel Ramos, nosso maquiador amado da segunda temporada de DoAmor. Por fim, convidamos a Luli, nossa amiga estilosa, que além de atriz, organiza um coletivo de artistas, incluindo novos estilistas, chamado Hum Coletivo. Ela foi responsável pela nossa produção de roupa, e todos os looks tinham peças de algumas marcas integrantes do coletivo, são elas: Self+, Wymann, VERKKO, Alice Aroeira. E assim, formamos o nosso time. Foi hilário e delicioso o nosso ensaio, começamos tarde da noite  e entramos madrugada a dentro. Fizemos de tudo um pouco: foto séria- fazendo cara de modelo- usando chapéus anos 50- usando perucas de várias cores… Essas perucas vão render um post a parte, elas foram emprestadas pela Fiszpan, nossa mais nova parceira aqui do blog. Enfim, assistam o vídeo dessa nossa maluquice, e aqui vão algumas fotos do ensaio.

 

Cópia 2 de cabeloempé

A blusa listrada é da VERKKO e o body preto com desenho é da Wymann

Cópia de IMG_5496

O body branco é da VERKKO e a pantalonas cinza e o cropped preto da Alice Aroeira.

 

Cópia de IMG_5467

Cópia de IMG_5432

Aqui nós duas estamos vestindo Self+.

 

 Cópia de sem clipe

Cópia de IMG_5424

IMG_5583

Blusa de trico da Alice Aroeira.

 

IMG_5446

O kimono azul e body da VERKKO.

Cópia de IMG_5541

Cropped da Alice Aroeira e peruca Fiszpan.

Body da VERKKO

Body da VERKKO e peruca Fiszpan.

 

Créditos:

Assessoria: Nova Assessoria – instagram @novaassessoriaerp

Fotográfo: Sérgio Baia – instagram @sergiobaia

Maquiador: Gabriel Ramos – instagram @gabrielramos6

Produção artística: Luli Carvalho – instagram @lucarv

Edição do making of: Leo Nunes – instagrama @leonardocnunes

Perucas: Fiszpan – instagram @fiszpan

HUM Coletivo – instagram @humcoletivo

VERKKO – instagram @_verkko_

Self+ – instagram @selfmais

Wymann – instagram @_wymann

Krème – @kre_me

 

 

quarta-feira

2

julho 2014

0

COMMENTS

O cabelo arco-íris de Rita Ora

Written by , Posted in LOOKS

Captura de Tela 2014-07-02 às 09.20.44

A cantora britânica nascida em Kosovo e mega pop Rita Ora, acabou de fazer de suas madeixas um arco-íris e nós pra variar amamos, ela mostrou o cabelo novo em seu Instagram. Cabelo colorido está super em alta e cada vez mais comum.  As mulheres estão sabendo usar esse look que antes era somente para os punks ou mega alternativos. Desde a cor, o tom, a mistura das cores, temos achado quase tudo lindo. A Rita já teve cabelo colorido, mas o platinado é a cor que mais usa, mesmo assim ela está sempre mudando de cara, queremos dizer cabelo, rs! Muda tanto que o site britânico da revista Glamour fez um post dedicado a Rita e seus looks, nós escolhemos nossos preferidos e mais alguns de outros lugares. Quem se anima?

Captura de Tela 2014-07-02 às 09.20.44 Captura de Tela 2014-07-02 às 09.20.25 Captura de Tela 2014-07-02 às 09.20.02

rita ora 2013

Nós gostamos muito desse platinado com ondas.

Rita-Ora_glamour_30oct13_rex_b_592x888

O comprimento do cabelo está lindo, mas parece que está preso atrás, então é uma idéia pra quem quer mudar de cara, mas não tem coragem de cortar o cabelo.

rita-ora_glamour_18oct13_PA_b_592x888

As pontas rosas são demais!!!

Rita-ora01_glamour_31jul13_rexfeatures_b_592x888

Aqui já é mais simples, e funciona muito.

rita ora 5

Tranças! A raiz escura também é bonita.

rita ora 6

Volume!!!!

rita ora 7

Esse talvez seja um dos nossos favoritos, muito chique!

rita ora capa elle

Simples assim, na capa da Elle.

rita ora lenço

Super inspiração de como usar um lenço, acessório que amamos.

rita ora colorido

Ta fofa. Romântica.