HAIRDRAMA

Mestres das Jubas Archive

terça-feira

13

janeiro 2015

4

COMMENTS

Voltando ao “normal”: um diário do último dia colorido

Written by , Posted in HAIRDRAMAS, Mestres das Jubas

cabeça colorida

Por Diana Herzog

Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2014.

Eu estou aqui contando os minutos ou tentando não contar os minutos para voltar ao “normal”. Estou realmente com o coração apertado e um medo enorme de me ver loira ou morena (ainda não sei a cor que vou colocar) e não me reconhecer, não gostar mais. Sinto isso de verdade. Esses dois meses de cor foram únicos, nunca mudei tantas vezes de colorido, eu explico: o rosa ou o azul, enfim o colorido, você coloca, mas sai todo dia um pouquinho no banho, então todo dia é diferente, todo dia eu me via com um novo tom. As pessoas não entendem, porque realmente, se você parar para pensar, ter o cabelo rosa já é “esquisito”, mas é realmente uma experiência um dia ter ele rosa, outro dia ter roxo, rosa claro, rosa branco, depois rosa pink, enfim… cada dia uma cor, um tom, cada dia um encontro comigo mesma. E cabelo é realmente isso, ele muda a gente, ele muda a gente de fora para dentro, e agora pensando bem de dentro para fora. Mas é isso, durante esses dois meses me senti outra, mais segura, mais interessante, e na maioria das vezes não lembrava de estar “diferente”, porque assim, não sei vocês, mas eu não ando com espelho na mão, rs! Então a minha sensação, meu diálogo comigo mesma e com o mundo mudou por causa da cor, apesar de muitas vezes estar “colorida” não passava pelo meu pensamento, mas não sei, acho que eu já era outra. E agora o medo de mudar, de voltar, de não me encontrar mais, de não conseguir mais enxergar essa Diana que eu conheci nos últimos dois meses. Eu imagino que deve ter gente achando que a cor me deixou um pouco esquizofrênica, lendo esse texto, rs, mas é o que eu estou sentindo e é estranho. Será que essa Diana vai continuar por aqui mesmo sem cor, será que eu me conectei com um lado que eu não conhecia e agora ele vai me acompanhar independentemente do cabelo? Ou será que vai embora no primeiro segundo em que me olhar no espelho sem o rosa.

Eu imagino também que deve ter gente pensando, nossa quanto superficialidade, é só aparência, a superfície, blá blá blá… Mas a sensação que eu tenho, é que é alma, e não é a toa que eu e Julia criamos esse blog, porque cabelo é transformador, cabelo é energia. Mesmo! Enfim… muitas coisas, muitos sentimentos… deixo o computador agora para me arrumar, pegar minha bike, meu capacete rosa (que será minha única maneira de ter o rosa na cabeça, rs) e voar para o salão para encontrar com o nosso super querido e talentos Alê Carvalho (mestre da juba) e me reencontrar ou me desencontrar.

voltando ao normal

Antes e depois… a cara da felicidade (só que não) logo antes de sair de casa pra tirar o roxo, rsrs!

cabeça colorida

Vida em cores!

-

sexta-feira

7

novembro 2014

0

COMMENTS

6 horas pra ter o cabelo rosa! Julia Tavares e seu beautiful pink hair.

Written by , Posted in Convidados, Mestres das Jubas, TROCA TROCA - PERSONAGENS

Antes/Depois

POR JULIA LUND

Fui acompanhar a minha amiga- gata- atriz Julia Tavares no salão Crystal Hair, para encontrar o nosso Mestre da Juba Alê Carvalho e fazer sua transformação: cabelo preto –> cabelo rosa. Como a Diana tinha acabado de fazer o mesmo processo (quer dizer, quase o mesmo, porque o cabelo da Diana estava mais claro e curto) e eu já tinha sentido o tamanho do drama, decidi então estar perto da Julia nesse momento tão singular, e claro, nada como um post desses para dar jus ao nome desse blog. A Diana não pôde acompanhar, porque estava usando o seu cabelo rosa no clipe do Keaton Hanson na Bolívia.

Bom, primeiro preciso dizer que o processo durou 6 horas (!!!!), devido ao tamanho do cabelo dela (enorme) e a cor (estava preto preto). A Julia escreveu relato pra gente contando como foi essa experiência. Pra mim, foi  exaustiva e fascinante ao mesmo tempo. Além de registrar tudo aqui pro blog, minha função ali era também dar um apoio moral pra ela, o que aconteceu bem claramente quando, depois de duas descolorações, a Julia começou a delirar e falar coisas absurdas como querer voltar pro cabelo preto e desistir do rosa. Na mesma hora, eu e o Alê falamos:  “NÃO!! Tá louca? Descoloriu todo esse cabelo pra nada? Vai morrer na praia? Agora vai até o fim! ” E que bom que a gente disse isso, porque ficou incrível o resultado!! E ela ficou feliz da vida.

Preciso ressaltar aqui o talento e cuidado do Alexandre Carvalho, ele foi sensacional!!! E também a coragem e ousadia da Julia, que fez essa mudança para fazer a peça “Noises Off ou Uma Peça Pelo Avesso”. Aliás, coragem é de fato uma característica dela, pra quem não lembra, a Ju escreveu há um tempo um post aqui pra gente, falando sobre o uso do Monovin A, produto super controverso, criado para ser usado em crina de cavalo, mas que algumas mulheres usam para dar um boost de hidratação no cabelo. A Julia é uma delas :)

 

POR JULIA TAVARES

Eu sempre tive uma dificuldade enorme de acordar cedo. Mas nesse dia foi diferente. Nesse dia eu pulei da cama feito uma criança na manhã de Natal. Não sei nem dizer se eu havia de fato dormido, tamanha era minha ansiedade. Mas finalmente o dia tinha chegado. Era o dia de pintar o meu cabelo de rosa.

Ainda faltava um mês pra estreia da minha peça mas eu optei por fazer logo a transformação por dois motivos: primeiro pra me acostumar com essa mudança que seria tão radical e segundo pra ter tempo até a estreia para o caso de algo dar errado. Quem adora mudar o cabelo como eu, consegue imaginar o tamanho da minha ansiedade. Porque veja bem, não era um novo corte, ou uma coloração simples. Meu cabelo ia ficar rosa e eu não tinha a menor ideia de qual seria o resultado real disso. Tudo ia depender de como meu cabelo iria reagir a tanta química.

Então eu tratei de me arrumar rápido e me jogar dentro do primeiro taxi em direção ao salão. Quem me conhece bem, sabe que quando fico nervosa eu falo muito rápido e gesticulo bastante. E foi exatamente dessa forma que eu cheguei ao Crystal Hair, no Leblon. Era um medo, misturado com uma euforia danada. Eu falava, gesticulava e ria. Tudo ao mesmo tempo. Cheguei lá por volta de 10:00 e o processo começou logo. A gente ainda tinha muitas horas pela frente então partimos rápido para a primeira descoloração. Meu cabelo tava muito preto porque eu tinha tonalizado ele há pouco tempo, então o Alexandre me explicou que não tinha como saber ao certo quantas descolorações seriam necessárias. Quem ia dizer isso, era meu próprio cabelo. O Alexandre foi super carinhoso e cuidadoso. Ele fez tudo pra que o processo fosse o menos agressivo possível. Ele usou água oxigenada volume 10 e descoloriu a raiz ( que é mais sensível e abre bem mais rápido) apenas uma vez. Hoje eu posso dizer que isso foi fundamental pra saúde dos meus fios. Bom, o resultado da primeira descoloração foi um pouco frustrante porque o cabelo não abriu quase nada e ficou laranja. Me olhar no espelho naquele momento era bastante perturbador. Então eu respirei fundo e lá fomos nós pra segunda descoloração. Agora era a hora de fazer a raiz também. Fui ficando animada porque finalmente o cabelo parecia estar abrindo e com isso o loiro platinado chegando mais perto e isso era fundamental para o momento final do processo: a tonalização com a tinta rosa. Mas toda a minha esperança foi literalmente por água a baixo quando lavamos o cabelo. Ele ainda estava muito longe de um platinado. Já estava mais aberto que no primeiro momento, claro, mas ainda muito longe do ideal de base para uma tinta rosa. Eu me sentia numa mesa de cirurgia, com vários profissionais observando o meu caso e pensando o que seria melhor naquele momento. Uma terceira descoloração? Será? Foi então que o Alexandre com muita segurança me disse: “o seu cabelo aguenta mais uma descoloração”. Então lá fomos nós pra terceira etapa. É claro que eu confiava muito no Alexandre, mas naquele momento era impossível não estar com medo de perder o meu cabelo. Então era a hora de começar a rezar. E foi com muito, mas muito desespero que eu constatei que o cabelo não chegou ao platinado na terceira descoloração. O cabelo estava loiro, mas ainda muito amarelo. Não sabíamos se o rosa pegaria com uma base não platinada ( o ideal é o loiro branco) perguntei então ao Alexandre o que ele achava. Meu cabelo aguentaria uma quarta descoloração? Dessa vez a resposta não foi positiva simplesmente porque não havia como saber se meu cabelo continuaria na minha cabeça ou não, depois de tanta química. E nesse quesito, não há como arriscar, né?

Agora avalia o meu Hairdrama e pense em uma mulher apavorada. Era exatamente assim que eu me encontrava. E eu só conseguia pensar, ou melhor, eu não conseguia pensar em nada. O fato era que não tínhamos como saber se o rosa pegaria por completo em um loiro que não fosse platinado. E se ele não pegasse por completo seria bem complicado colocar qualquer tonalizante em cima de um rosa. Pensei em desistir de tudo. Juro! O Alexandre e a Julia tentavam me convencer. “Vai dar certo” eles diziam. Então foi assim, na bacia de enxague e de mãos dadas pra minha xará que eu disse: ” Vamos. Seja o que deus quiser”.

Ainda bem que eu sempre fui uma boa moça e ele atendeu o meu pedido. O resultado vocês viram no vídeo. Além de lindo ele permaneceu saudável. Graças aos cuidados e a experiência do genial Alexandre Carvalho. Talvez, meu cabelo resistisse a uma quarta descoloração, ou talvez se usássemos um volume mais forte da água oxigenada ele tivesse aberto, mas a questão é: a que preço? Por isso, não importa o quao radical seja a sua mudança, nunca deixe a saúde dos fios em segundo plano e sempre, sempre confie em um bom profissional. Porque bom mesmo é quando beleza e saúde caminham de mãos dadas. Hoje em dia, eu me preparo psicologicamente pra tirar o rosa. Me apeguei num grau que vocês nem imaginam. Mas outra peça vem aí, e com ela, outro cabelo. E que venha lindo e saudável, sempre.

Um beijo!

Antes/Depois

Antes/Depois

Captura de Tela 2014-04-09 às 11.00.22

Alexandre Carvalho

 

Formado em Jornalismo, sempre esteve ligado aos eventos de moda onde começou a se interessar por cabelo. Entre uma pauta e outra, começou a dedicar suas horas vagas aos cursos de cabeleireiro e visagismo.

Completou dez anos de profissão com um curriculum bem diversificado, jacques Dessange Paris, Vidal Sassoon Alemanha e Los Angeles, Redken Em NY e Las Vegas , Bumble and Bumble NY, Toni and Guy Londres, Longueras Argentina, entre outros… Além de ter sido formado pela academia L’oreal de cabeleireiros no Brasil. Nesses dez anos de profissão, oito são dedicados a família Crystal hair no Leblon , onde tem um grande prazer de fazer parte da equipe.

 

Cristal Hair Leblon

 

Endereço: Rua Almirante Guilhem, 255 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22440-000

Telefone:(21) 2512-4342

segunda-feira

29

setembro 2014

1

COMMENTS

Chegando no rosa!!!

Written by , Posted in LOOKS, Mestres das Jubas, PRODUTOS, TROCA TROCA - PERSONAGENS

P1060131

Por Diana Herzog

Bom a primeira parte vocês já viram, fiquei três dias com o cabelo platinado amarelo, quando cheguei no salão pra colocar o rosa já estava num estado mega feliz aliviada, rs!

Cheguei com uma tinta de uma marca que eu não conhecia, bem mais barata e que tinha o tom mais magenta, mais próximo da referência que o diretor tinha nos mandado. Resolvemos experimentar por causa da cor e foi um desastre, a tinta não pegou, meu cabelo espigou inteiro, fiquei tensa, na verdade quase apavorada de ficar com uma cabeça parecendo um pavão maluco. jean's color Percebemos que devíamos ter ido direto pro pink do Jean’s Color da Alfaparf, e funcionou que é uma beleza! O Alê aplicou a tinta direto no cabelo seco e deixou uns 5 minutos, porque já tínhamos feito uma mecha teste e sabíamos que no meu cabelo pegava muito rápido. E foi assim, em pouco mais de 5 minutos estava com a cabeça fosforescente, gente essa cor da Alfaparf é mega acesa, fica pink pink pink! Saí na rua nesse dia a sensação é de que eu estava andando com uma melância na cabeça, todo mundo olhava, rs! Foi uma onda! Mas fiquei tranquila, porque tinha visto como a mecha teste tinha desbotado em poucos dias, então tinha certeza de que aquela cor não ficaria, ufa! E não deu outra, pintei na terça e no sábado já estava rosa claro com a cor perfeita pro filme!

Aqui vão algumas dicas pra quem estiver tomando coragem pra fazer a mesma coisa:

– A tinta sai todo dia na lavagem, a espuma é rosa, e quando a cor ainda tá viva a toalha também fica um pouco rosa mas não mancha. Me falaram que fronha ficaria manchada, mas na real só na primeira noite, manchou um pouquinho, depois disso nunca mais.

– Como eu não curti o tom super pink original, segui a dica do Alê e diluí a tinta num condicionador e apliquei no cabelo molhado no banho antes do shampoo.

– Eu apliquei de vários jeitos, com pente, com pincel, com luvas. Se você quiser cobrir a cabeça toda a boa é passar um pente fino no cabelo, super funciona.

– Sempre use luvas!

– Se você quiser fazer só as pontas, coisa que fui fazer ontem, não precisa nem de pente, faz a misturinha da tinta com condicionador, coloca a luva e passa com a mão mesmo nas pontas. Deixa um pouquinho e depois tira.

– Se você colocou a tinta, ficou muito forte e você odiou, usa um shampoo de limpeza profunda que sai bastante, só não pode usar mais de uma vez por semana porque acaba com os fios. Dica da Diandra Ferreira (DI_FERREIRA no instagrama), dona de uma cabeça colorida.

– E se você gosta do tom clarinho se prepara pra pintar o cabelo a cada dois dias no banho. Porque como já falei sai muuuuuito!!!

P1060132– Ah! A Fernanda assistente do Alê colocou no meu cabelo um shampoo e máscara da Kerastase que fizeram milagre! Ainda não consegui comprar e por isso meu cabelo tem estado de mal comigo, rs! E tem também a dica que a Julia ja deu do vinagre de maça com a água depois do banho, é incrível!!!

Eu fiquei super feliz com o cabelo rosa, é realmente um experiência, eu recomendo a todos. Mas lembrem que descolorir é uma bosta e realmente detona muito os fios, mas pra fazer uma vez na vida vale muito a pena! O mundo colorido é bem bom!

E agora algumas fotos!!

rosa

Essa era a referência.

P1060122

Primeira tentativa, foi um haidrama.

P1060181

Isso aqui já na Bolívia.

P1060133

Com o Alê a e Fernanda e uma cabeça acesa!

P1060124

Agora já colocando a Jean’s Color, entre o platinado e o rosa, que ainda não tá rosa né.

P1060131

Nos finalmentes!

P1060128

Tinha acabado de olhar o tom da cor, e naquele momento cheguei a achar que fosse ficar vermelho sangue, rs

IMG_1585

Me achando revolt com uma toalha branca na cabeça, aff, rs

IMG_1580

Foto mais colorida de todas!

Captura de Tela 2014-09-15 às 15.22.03

Esse tom de rosa eu gosto!

image-4

Aqui foi dessa última vez que fiz só as pontas. Acho que até agora o meu preferido.

 

segunda-feira

22

setembro 2014

4

COMMENTS

Caminhando para o rosa: primeira parada platinado

Written by , Posted in HAIRDRAMAS, Mestres das Jubas, TROCA TROCA - PERSONAGENS

IMG_1495

Por Diana Herzog

P1060095

Com o Alê e a sua assistente Fernanda.

Já estava me preparando pra ir pra Bolívia filmar um videoclip, eis que alguns dias antes numa reunião via Skype o diretor João Nuno e a assistente de direção (minha queridíssima prima-irmã)  Fernanda Polacow, de mansinho começam a me preparar pra pergunta: “Você pintaria seu cabelo de rosa pro filme? Primeiro ri um monte, acho que de nervoso, porque já me vi no salão tendo que descolorir meu cabelo DE NOVO, mas depois continuei rindo de desespero porque tinha acabado de dizer sim.  Fazer o que né gente –  é a minha profissão, o diretor acha que é necessário para o resultado final do filme, e claro tenho um blog com a Julia que se chama HAIRDRAMA, não deu nem pra ficar na dúvida, só no desespero mesmo. O louco é que como eu já disse já estava me preparando pra ir pra Bolívia, quer dizer tive uma semana pra fazer essa transformação. Dois dias após a conversa já estava no salão descolorindo, que é essa primeira parte e cinco dias depois estava colocando o rosa pink!

Confesso que foi muita emoção, muita reza e torcida pra que todos os meus poucos e queridos fios não debandassem em queda e quebra, rs! Corri pro nosso mestre da juba, Alê Carvalho, afinal ele tinha sido o último a mexer no meu cabelo, ele que fez a transformação do loiro pro chocolate (para ver a mudança clique aqui) no início do ano. Acho que numa transformação desse tipo, que requer uma decapagem é necessário estar com alguém que conheça bem o seu cabelo, pra entender os tempos e as dosagens do descolorante e minimizar as chances de um hairdrama, rs!

Nesse post vocês podem conferir a primeira parte do processo, que demora muito, porque descolorir é sempre um procedimento loooongo. O mais legal de acompanhar o passo a passo, é ouvir as dicas que o Alê dá sobre como fazer tudo da maneira mais delicada possível, com o objetivo de preservar ao máximo cada fio de cabelo.

E realmente ele arrasou, até agora meu cabelo não caiu, rs! Na verdade aguentou tudo firme forte, não vou mentir pra vcs, é óbvio que o fio com o pigmento castanho tem mais brilho e é mais encorpado, mas considerando o trauma tá tudo cor de rosa!

Alê e Diana

Tomando coragem pra começar!

Ju e Di

Gatas!

IMG_1498

Primeira parte, sem raiz, dica do Alê.

IMG_1499

Amarelo, já já segunda decapagem.

P1060084

Com medo

IMG_1533

Mecha teste

P1060110

Yeah!!!! Com cabelo!! As duas loiras, isso não acontecia há um tempo!

IMG_1554

Fiquei assim de sexta à terça, rs!

Captura de Tela 2014-04-09 às 11.00.22

Alexandre Carvalho

 

Formado em Jornalismo, sempre esteve ligado aos eventos de moda onde começou a se interessar por cabelo. Entre uma pauta e outra, começou a dedicar suas horas vagas aos cursos de cabeleireiro e visagismo.

Completou dez anos de profissão com um curriculum bem diversificado, jacques Dessange Paris, Vidal Sassoon Alemanha e Los Angeles, Redken Em NY e Las Vegas , Bumble and Bumble NY, Toni and Guy Londres, Longueras Argentina, entre outros… Além de ter sido formado pela academia L’oreal de cabeleireiros no Brasil. Nesses dez anos de profissão, oito são dedicados a família Crystal hair no Leblon , onde tem um grande prazer de fazer parte da equipe.

 

Cristal Hair Leblon

 

Endereço: Rua Almirante Guilhem, 255 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22440-000

Telefone:(21) 2512-4342

quarta-feira

27

agosto 2014

1

COMMENTS

Do ruivo ao loiro… de novo….

Written by , Posted in HAIRDRAMAS, LOOKS, Mestres das Jubas

loiro

Por Julia Lund

Bom, como muitos já sabem, voltei a ser loira. Não é a primeira vez que passo por esse drama – ter que tirar o cobre do cabelo – quem ainda não viu dá pra ver meu hairdrama aqui,  mas é impossível se acostumar, rs. Ano passado fiquei ruiva para gravar a 2º temporada de “Do Amor”, e como eu gosto muito de mim com cabelos vermelhos, resolvi manter a cor por conta própria. Esse mês estreei a peça “A Conferência Dos Pássaros” e por um pedido do diretor, voltei a ser loira. Acho essa uma parte divertidíssima da minha profissão, as mudanças que sou “obrigada” a fazer; elas sempre me tiram do meu lugar de conforto e me obrigam a renovar o meu olhar sobre mim mesma.

Vamos ao processo: Escolhi o João Bosco, colorista gênio do Crystal Hair Leblon para fazer essa mudança. Sabiamente, depois de analisar meu cabelo, ele resolveu não descolorir, e sim fazer uma matização, e depois foi clareando fazendo uma balaiagem. O que posso afirmar é que meus fios estão super saudáveis, considerando o trauma. Além do João que é super querido e atencioso, tem a Martinha, assintente dele que cuida do meu cabelo com todo amor e carinho. Ele me indicou para uso em casa o shampoo silver da Bioderm e as ampolas de tratamento da Tresemme. Também me disse para passar vinagre de maça como uma última lavada no cabelo, faremos um post já já falando só sobre isso. Eu tô fazendo tudo que ele indicou! Fizemos um vídeo para vocês entenderem melhor como foi o processo.

Captura de Tela 2014-08-27 às 13.37.53

João Bosco

 

João Bosco tem grande experiência como colorista, tendo viajado o mundo para conquistar sua técnica. Trabalhou muitos anos na franquia francesa Jacques Dessange, e fez cursos no Tony and Guy em Londres, Jacques Dessange Paris, Vidal Sasson Alemanha, Los Angeles entre outros. Tem entre suas clientes diversos artistas e jornalistas. Há seis anos trabalha no Crystal Hair Leblon.

 

Cristal Hair Leblon

 

Endereço: Rua Almirante Guilhem, 255 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22440-000

Telefone:(21) 2512-4342

quinta-feira

21

agosto 2014

14

COMMENTS

GK Hair- tratamento ou alisamento?

Written by , Posted in DESATANDO OS NÓS, Mestres das Jubas, PRODUTOS

gk2meses

Por Diana Herzog

Bom primeiro quero deixar muito claro: pra quem ainda não sabe – amo volume e cachos! Acho lindo! Quando meu cabelo está um pouco mais comprido, passo o dia amassando os fios pra ver se faz alguma diferença. E também não gosto dessa moda do liso chapado sem textura, cabelo com textura é a personalidade da pessoa, minha opinião, né gente. Mas eu sei que têm vezes que odiamos os nossos cabelos, na verdade nem importa o tipo, quem tem liso quer mais textura, quem tem pouco volume quer mais volume e vice-versa, que tem crespo quer liso… E no meio disso tudo, ainda tem a moda, que acaba direcionado as tendências e nos fazendo nos sentir ora adequadas, ora inadequadas, e isso é muito ruim. Estou escrevendo isso tudo, porque essa história de querer parecer o outro, me incomoda muito – adolescente eu tinha muito cabelo, com muito volume, fio grosso e cachos e eu odiava! Com 12 anos comecei a fazer escova todo dia de manhã, era pra lá de uma hora pra esticar o cabelo todo, e mesmo assim eu botava o pé na rua e meu fios inflavam por causa de umidade e eu parecia um poodle, e acabava ficando com o cabelo preso o dia todo. Há muitos anos tudo mudou, perdi cabelo, volume, textura e os fios coitadinhos ficaram fininhos e é claro que fiquei passada, percebi como tinha um cabelo incrível e nunca soube aproveitar. Mas é assim né, temos muita dificuldades em ficar satisfeitas, rs!

Sempre que uso franja, acabo fazendo algum tipo de alisamento e quando não faço viro escrava da chapinha, franja é coisa complicada, a gente sempre quer que fique certinha e meu cabelo ainda mais na frente, não tem jeito, é fino e leve, então ele sobe,  a franja não acontece e o único jeito é dar uma alisada. Conversando com o nosso mestre da juba, Alexandre Carvalho, disse que não aguentava mais fazer chapinha na franja, os fios já estavam todos queimados e perguntei se havia algum procedimento que ele me indicava, primeiro deixou claro que não trabalha com alisamento, relaxamento etc… Não faz isso, mas contou que tinha ajudado uma cliente sua a aplicar um produto americano que ela tinha acabado de trazer de viagem, o GK Hair, um tipo de relaxamento que não tem formol, que é a base de Juvexin, uma  proteína extraída da lã de ovelha. Falou que era bem mais leve que as opções que temos por aqui e que o cabelo dela tinha ficado uma belezura. Eu me animei e em nome do HAIRDRAMA, rs, resolvi fazer no cabelo todo pra saber como é; e também como meu cabelo estava muito curto, não tinha como fazer cachos, tentar volume, era tipo joãozinho, me via tendo que fazer chapinha quase nele todo, pra ter certeza que ia tudo pro lugar.

GK O Alê pegou um pouco emprestado com a sua cliente, super generosa, e testamos. Dado a fragilidade e finura do meu cabelo resolvemos juntos, duas coisas:

1. Deixamos apenas 15 minutos  (metade do que o tempo mínimo indicado nas instruções)

2. Após a secagem o produto não foi selado com chapinha (procedimento comum em todos os alisamentos)

E gente, foi bem incrível!  Quando ele tirou a toalha logo depois da aplicação do condicionador, os fios já estavam todos em seus lugares, rs! Confesso que nessa hora fiquei com medo de perder textura e volume, mas não deu nada disso, pelo contrário, fiquei muito satisfeita logo de cara.  Depois da primeira lavagem, o receio continuou, afinal, eu não entendo nada desses produtos, e todos sempre dizem que não tem formol, que são tratamentos, no primeiro momento é tudo flores e depois o sonho acaba e nos vemos com fios sofridos.

Hoje já faz dois meses e meu cabelo está ótimo! No vídeo dá pra ver o resultado um mês depois e também ótimo. A diferença é que de umas duas semanas pra cá, me deu preguiça e resolvi usar o secador, exceto na franja, é claro e está tudo lindo! A franja fica toda no lugar porque seco com secador e o resto tem volume, textura (coloco um pouco de sea spray) e mais importante saúde, meu cabelo não fica saudável assim, há muito tempo. Não sei se é só por causa do GK, tenho também tomado Biotina e usado óleo de coco com freqüência, mas que tá bom tá.

Eu não sei explicar os detalhes do produto, mas vocês podem ver tudo direitinho no site oficial (clique aqui), o que importa é a experiência que tive e continuo tendo. E o resto é só alegria!

Como estou hoje 2 meses depois:

gk2meses

Captura de Tela 2014-04-09 às 11.00.22

Alexandre Carvalho

 

Formado em Jornalismo, sempre esteve ligado aos eventos de moda onde começou a se interessar por cabelo. Entre uma pauta e outra, começou a dedicar suas horas vagas aos cursos de cabeleireiro e visagismo.

Completou dez anos de profissão com um curriculum bem diversificado, jacques Dessange Paris, Vidal Sassoon Alemanha e Los Angeles, Redken Em NY e Las Vegas , Bumble and Bumble NY, Toni and Guy Londres, Longueras Argentina, entre outros… Além de ter sido formado pela academia L’oreal de cabeleireiros no Brasil. Nesses dez anos de profissão, oito são dedicados a família Crystal hair no Leblon , onde tem um grande prazer de fazer parte da equipe.

 

Cristal Hair Leblon

 

Endereço: Rua Almirante Guilhem, 255 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22440-000

Telefone:(21) 2512-4342

 

sexta-feira

13

junho 2014

0

COMMENTS

Shampoo Seco – Ingrid Guimarães e Alexandre Carvalho sabem tudo!

Written by , Posted in LOOKS, Mestres das Jubas, PRODUTOS

foto-3_Fotor_Collage

Quem já ouviu falar em shampoo seco?

Eu, Julia, ouvi há pouco tempo, e quem me falou foi a minha amiga gata e parceira de cena Ingrid Guimarães. Como vocês devem saber, nós estamos viajando juntas com a peça “Razões para ser bonita”, e várias vezes no camarim, enquanto nos arrumávamos, eu via ela usando um spray no cabelo que, rapidamente, dava um aspecto de “acabei de lavar”.

Eu, Diana, conheci agora em fevereiro quando fui pra Nova York e gente, tá uma febre de shampoo sec0. Além de ser uma ótima opção para não lavar o cabelo todos os dias, o shampoo é muito usado antes de fazer penteados, como foi no meu caso quando fiz as tranças no DreamDry (vejam aqui no post ).

Convidamos então a Ingrid e o Alexandre (um dos nosso mestres das jubas) para falarem sobre esse shampoo. No vídeo, a opinião de quem adora e usa, e a de um profissional que entende do assunto.  A gente adorou fazer esse post; já queríamos há um tempo convidar a Ingrid para falar alguma coisa sobre cabelos aqui no blog e foi ótima essa dica que ela deu. O Alê já é um parceiro conhecido aqui do blog, e é sempre um prazer estar com ele. E claro, como a gente adora testar coisas nos nossos cabelos, já estamos viciadas nesse shampoo.

ps: dessa vez fizemos o vídeo pelo iphone, mas demos uma vacilada porque filmamos a imagem na vertical, e ficou bem ruim… sorry… mas agora já aprendemos :)

Fizemos a nossa seleção dos melhores:

foto-3_Fotor_Collage

1. Instant Refresh Dry Shampoo, JOICO: R$ 180,00 (é o que a Ingrid usa no vídeo)

2. Pillow Proof, REDKEN: R$: 99,00 (é o que o Alexandre usa na Julia no vídeo)

3. Shampoo Dry, ORIBE: (não vende no Brasil, é o shampoo usado na Dream Dry em Nova york)

4. Powder Bluff, KÉRASTASE: R$125,00 (é o preferido da Talita Duvanel, jornalista do Caderno Ela do jornal O Globo)

5. FreshStart, TRESemmé: (ainda não vende no Brasil, mas é muito fácil de achar em qualquer farmacia dos EUA, super barato e funciona muito bem indicação da Cristiana Ratton Herzog apaixonada por produtos de cabelo como a gente)

6. Shampooing sec-extra doux, KLORANE: R$49,00 (fácil de achar e quem usou diz que é bom)

Captura de Tela 2014-04-09 às 11.00.22

Alexandre Carvalho

 

Formado em Jornalismo, sempre esteve ligado aos eventos de moda onde começou a se interessar por cabelo. Entre uma pauta e outra, começou a dedicar suas horas vagas aos cursos de cabeleireiro e visagismo.

Completou dez anos de profissão com um curriculum bem diversificado, jacques Dessange Paris, Vidal Sassoon Alemanha e Los Angeles, Redken Em NY e Las Vegas , Bumble and Bumble NY, Toni and Guy Londres, Longueras Argentina, entre outros… Além de ter sido formado pela academia L’oreal de cabeleireiros no Brasil. Nesses dez anos de profissão, oito são dedicados a família Crystal hair no Leblon , onde tem um grande prazer de fazer parte da equipe.

 

Cristal Hair Leblon

 

Endereço: Rua Almirante Guilhem, 255 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22440-000

Telefone:(21) 2512-4342

quinta-feira

15

maio 2014

2

COMMENTS

Fundação Laço Rosa no Ricardo Moreno Trends: Doando cabelo

Written by , Posted in Mestres das Jubas

_MG_2942_Fotor_Collage

Esse foi um dos posts mais emocionantes e inspiradores que já fizemos! A assessora de impressa Juliana Alcantara organizou essa campanha de doação de cabelo e nos convidou para acompanhar todo o processo de perto, ficamos muito animadas em poder participar de alguma forma, já que participar doando seria impossível porque que quase não temos cabelo rs! Mas de alguma forma o Hairdrama tinha que estar!

A Fundação Laço Rosa tem um banco de perucas para mulheres com câncer, e está sempre fazendo eventos como esse que aconteceu no Ricardo Moreno Trends. Nós nunca tínhamos ouvido falar num banco de perucas e nem sabíamos que havia um evento como esse, a verdade é que quase ninguém sabe e esse é o problema. Muita gente corta o cabelo quer doar e não sabe como, ou às vezes, só de saber de algo assim,  se anima e corre pra participar. Foi exatamente isso que aconteceu, a maioria das mulheres que doaram o cabelo naquele dia viram o anúncio no jornal ou na internet, sentiram vontade e apareceram no salão pra mudar o visual, mudar a vida, mudar energia, enfim… mudar, trocar e ajudar.

Conversamos com o Ricardo Moreno e ele disse o quanto estava feliz de poder ajudar cortando os cabelos dessas mulheres corajosas e generosas, que junto com outros cabelos darão vida a perucas para outras mulheres corajosas que vivem momentos muito mais sérios do que um simples hairdrama; mas como o cabelo é um ponto fraco/forte de quase todo mundo, possuir uma peruca pode ser um importante passo para a reconstituição da auto-estima e consequentemente força para lutar contra uma doença tão terrível. O clima lá era de emoção, tanto do Ricardo, quanto das meninas, quanto da gente. Foi um momento muito especial!

Quem se interessar pode entrar lá na página da Fundação, dá pra doar cabelo e peruca, tudo pelo correio! A idéia do banco é genial, perucas que são enviadas para mulheres com câncer  no país todo. A dona da peruca, depois da quimioterapia e da volta de suas madeixas pode devolve-lá para o banco, onde serão higienizadas e enviadas para uma outra mulher.

ricardo_perfil_001_A

Ricardo Moreno

Ricardo Moreno começou sua carreira aos 17 anos no famoso cabeleireiro Renault Castanheiras, ao lado de renomados cabeleireiros, entre eles David Gibson e Claude. Trabalhou também no Jambert e Papillot, além dos salões Makeup no Leblon, Essentialis em Ipanema e Eller em Nova Friburgo, até chegar no seu atual espaço profissional, o RM Trends, no coração do Leblon. Ricardo Moreno participou de vários trabalhos para TV e, principalmente, para o teatro, como visagista, cuidando de cabelos e maquiagem de artistas consagrados. Participou por cinco anos do programa GNT Fashion, apresentado pela atriz Beth Lago e, atualmente, assina como responsável pelo visual dos profissionais da GLOBO SAT.  Com a visão de criar profissionais de amplo conhecimento e prática nos seus trabalhos, Ricardo Moreno, participa ativamente nos centros profissionalizantes do SENAC, onde aplica seus conhecimentos na formação de novos profissionais. Atuando também como RPA, faz questão de transmitir suas experiências profissionais em Workshops. Atualmente, é o responsável e idealizador do evento anual do Intercoiffure Rio de Janeiro, o qual já se encontra em sua terceira edição.

Ricardo Moreno Trends

Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 591 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ 22440-032

Telefones: (21) 2529-8434 / (21) 2259-3943

 

segunda-feira

28

abril 2014

0

COMMENTS

Escova de botox no HAIRDRAMA

Written by , Posted in DESATANDO OS NÓS, Mestres das Jubas, PRODUTOS

mega-botox-azure-probelle-pot-de-120-ml-la-rev

Olá, o post de hoje é sobre a escova de botox, que está super na moda e é cada vez mais procurada nos salões. Dessa vez, quem foi pro salão e testou o tratamento foi a diretora Joanna Mamede que também é super colaboradora do HAIRDRAMA – já nos ajudou em vários vídeos. Ela foi no Blanc Collection à convite do nosso Mestre da Juba Ezequiel para testar e nos contar o que achou. A Diana também fez a escova de botox, só na franja, e foi até como a Joanna ficou sabendo da novidade, então antes da impressão da Jo, vai a da Di. E junto com tudo,  mais um video HAIRDRAMA.

IMPRESSÕES:

Diana – Bom, a primeira vez que cortei franjinha, já tem alguns anos, e o Anderson Couto responsável pelo corte me indicou fazer uma escova de chocolate (ainda não existia a de botox) só na franja. Franja é uma coisa complicada de ter, porque o cabelo tem que estar perfeito para que o corte apareça e a moldura da franja aconteça em torno do rosto. Então se você não tem o cabelo liso, fica difícil, o meu é muito fino e os fios sempre acabam subindo. Fiz a escova de chocolate e adorei, mas senti que o cabelo ficou um pouco lambido, mas nada que comprometesse, certamente melhor do que se não tivesse feito. Fui cortar franjinha curta de novo, dessa vez com o Ezequiel, e ele na hora me indicou o botox; eu animada já fiz logo! O resultado foi ótimo, a franja voltava sempre pro corte sem precisar de escova ou chapinha, eu só secava o cabelo normalmente como de hábito. Fiquei muito contente com a franja e com o lidar dela no dia-a-dia. No cabelo todo eu não faria, primeiro porque não preciso e segundo porque fico sempre tentando fazer ondas e cachos, rs! Mas pra quem quiser fazer na franja é uma ótima e agradável escolha.

Joanna – Estava com a Diana e Julia no Studio Blanc Collection para algum outro post que estavam fazendo, quando o Ezequiel solta a seguinte frase: Diana, vamos fazer um botox nessa franja? Oi?! Achei estranhíssimo… Curiosa, logo perguntei o que era, e para minha agradável surpresa, nao envolvia agulhas e deixava o cabelo com mais volume e sem frizz por ate 4 meses! Sucesso né? Minha chance de dizer: turma, fiz botox…. no cabelo! Acho que o Ezequiel notou minha contida empolgação e sugeriu que testássemos no cabelo todo. O resultado foi ótimo, o cabelo ficou mais forte e com muito menos frizz! Mas como o drama não termina enquanto não acaba, preciso fazer um alerta para quem se empolgar: nos primeiros dias o cheiro do cabelo molhado é insuportável. Então nada de ir a praia, ou sair atrasada de cabelo molhado… é capaz de alguém desmaiar ao entrar com você no elevador… rs.

Ah! Nós também conversamos com duas amigas que fizeram e elas também adoraram. Uma delas fez na franja igual a Diana e também adorou, e a outra fez no cabelo todo e disse que os cachos voltaram, mas era o que ela queria – voltaram sem frizz.

foto1

Ezequiel Blanc

Nasci numa família de quatro irmãos cabeleireiros no Rio Grande do Sul. Sempre fui apaixonado pela criação e de ver as transformações que refletem de fora para dentro. Ao começar aos 16 anos cortar cabelo descobri que poderia fazer parte da alegria das pessoas.

Comecei na academia Llongueras pela influência da Argentina e o Sul do País. Ao chegar no Rio em 1998  tive a influência de Vidal Sasson que é a minha maior inspiração. Em 2012 ganhei pela Gama Italy como o melhor cabeleireiro do Rio de Janeiro, e 2013 em segundo lugar como o melhor cabeleireiro revelação do Brasil pela Cabelos & Cia. Estou com passagem marcada para Paris para mergulhar nas técnicas do visagismo com o mestre criador Claude Juillard.

blanccollection
Rua Visconde de Pirajá, 156 – (S/L 214) Ipanema, Rio de Janeiro – RJ, 22410-000
(21) 2287-2481

sexta-feira

25

abril 2014

0

COMMENTS

Velvet Amplifier – o primer da Wella

Written by , Posted in Mestres das Jubas, PRODUTOS

wella-professionals-velvet-amplifier

Por Diana Herzog

 

wella-professionals-velvet-amplifierAcabei de chegar do Crystal Hair Leblon, onde o Mestre da Juba, Alexandre Carvalho, resolveu o meu último HAIRDRAMA – fios brancos… sim eu tenho fios brancos, e eles me acompanham desde muito cedo. Como sempre fui loira, os danados quase não apareciam, mas agora com essa mudança pro mundo chocolate… não tem nem dois meses desde que pintei e já não estava mais dando pra postergar nem mais um dia. Liguei hoje, e milagrosamente consegui hora para… hoje!!! E o Alexandre salvou a minha idade, rsrs!

Bom, eu não preciso dizer que o retoque que ele fez ficou mara! Estou amando ser morena e ainda mais by Alexandre Carvalho, rs! Mas a novidade (pra mim, já que o produto já está no mercado há mais de dois anos) dessa vez é o Velvet Amplifier da Wella. Perguntei pro Ale se ele tinha um produto pra indicar, que ele gostasse e usasse bastante, e no mesmo segundo ela já pegou e me mostrou o Velvet Amplifier. Trata-se de um primer pra cabelo. Ele tem a mesma função do primer pro rosto, preparar a superfície para os próximos passos, no caso do cabelo – secador, chapinha, etc… e também ajudar a fixar os outros produtos. Para o cabelo como o meu por exemplo é perfeito, eu já estou careca de falar aqui que meus fios são porosos, mas então como os meus porosos fios são porosos, o serum consegue dar uma igualada na textura antes de qualquer coisa. Isso na verdade é o que eu mais preciso! Como não sou expert no assunto – para isso temos os nossos Mestres das Jubas – essa história de primer foi uma linda surpresa e solução. Estou correndo pra colocar o Velvet Amplifier no meu carrinho de compras da maneira mais em conta, ou seja, encomendar pra primeira pessoa que pegar um vôo internacional, rs!

E por último, fiz um videozim mostrando o resultado pra vocês, fica melhor de ver do que em fotos, né?

Olha aí:

Captura de Tela 2014-04-09 às 11.00.22

Alexandre Carvalho

 

Formado em Jornalismo, sempre esteve ligado aos eventos de moda onde começou a se interessar por cabelo. Entre uma pauta e outra, começou a dedicar suas horas vagas aos cursos de cabeleireiro e visagismo.

Completou dez anos de profissão com um curriculum bem diversificado, jacques Dessange Paris, Vidal Sassoon Alemanha e Los Angeles, Redken Em NY e Las Vegas , Bumble and Bumble NY, Toni and Guy Londres, Longueras Argentina, entre outros… Além de ter sido formado pela academia L’oreal de cabeleireiros no Brasil. Nesses dez anos de profissão, oito são dedicados a família Crystal hair no Leblon , onde tem um grande prazer de fazer parte da equipe.

 

Cristal Hair Leblon

 

Endereço: Rua Almirante Guilhem, 255 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22440-000

Telefone:(21) 2512-4342

SIGAM A GENTE

Facebook Hairdrama

Instagram @hairdramajd