HAIRDRAMA

cabelo Archive

terça-feira

17

março 2015

1

COMMENTS

Tintas naturais ou hairdrama ou como o meu cabelo ficou com mechas “verde cloro de piscina”

Written by , Posted in Dicas Bio, HAIRDRAMA VIAJANDO, HAIRDRAMAS, LOOKS, PRODUTOS, REVIEW

image_1

Por Diana Herzog

Passei dois meses estudando em Paris… ah, Paris… os parques, as ruas cheias de gente mesmo à zero grau, cafés, museus, teatro, shows e um mundo de produtos orgânicos. Confesso que essa cidade me emociona muito, mas a emoção que eu senti tendo acesso a tantas escolhas de produtos orgânicos, tanto para beleza, quanto alimentação, limpeza, etc… foi única. Já há algum tempo eu venho mudando os meus hábitos, trocando o meu desodorante por um sem alumínio, indo a feira orgânica toda terça, e experimentando produtos como o que eu já recomendei por aqui (Keune So Pure).

No Brasil é difícil achar produtos orgânicos ou naturais de beleza pra comprar, nós temos a Renata Esteves que faz um belíssimo trabalho através do site Beleza Orgânica, mas nós precisamos, também, que esses produtos existam nas prateleiras das farmácias Pachecos e Venâncios da vida, em lojas especializadas ou até em supermercados, e claro à preços possíveis. Por isso minha emoção foi tão grande ao entrar no Bio C’ Bon, um mercado de orgânicos e achar quase que uma mini farmácia de beleza orgânica. Fiquei louca e até postei no instagram e me  dei a missão de experimentar o máximo de produtos que dois meses e o meu bolso permitissem.

EuIMG_3161 fiquei tão empenhada na missão, que hoje me encontro com mechas verdes no cabelo, sabe aquele verde de quem é loiro e nada numa piscina com cloro, pois é assim que eu ainda estou, rs! Eu tenho muitos fios brancos, e já sabia das várias opções de tintas naturais que eu encontraria. Já na primeira semana comprei a Color & Soin que é uma cor permanente com extratos vegetais. É difícil escolher, são várias opções de marcas, mas o mais complicado mesmo é entender a cor, eu comprei num mercado natural, então não havia palheta de cores, e as caixas mal vem com uma foto da cor (como isso realmente fizesse diferença, rs), então tem que confiar e ir na sorte.
Escolhi o “Blond Miel” (loiro mel), fui pra casa animada e com medo, porque tinta é um mistério, ainda mais quando se mexe com loiro, a gente nunca sabe quando vai sair um laranja. Fiquei muito aflita durante o processo e enquanto esperava o tempo da tinta, rezava um pouquinho pra que tudo desse certo. A reza foi forte e deu super certo. Eu amei a cor, ficou um loiro mel bem bonito e também melhorou a textura do meu cabelo. Ah! Quando fiz a mistura da tinta e apliquei no cabelo fiquei impressionada com a suavidade do produto, não tinha aquele cheiro forte de tinta, não tinha cheiro nenhum na verdade, e também não senti nenhuma ardência ou coceira no coro cabeludo, foi uma beleza!

Bom, a minha felicidade durou quase 4 semanas, os fios brancos começaram a interromper a harmonia daquele loiro mel IMG_3570 que eu nunca tinha tido, saquinho! Me encontrei numa dúvida cruel, comprar a mesma tinta e garantir a cor que estava me fazendo tão feliz, ou continuar na minha missão – experimentar o máximo de produtos pra poder compartilhar aqui no blog. Meu dever com o Hairdrama falou mais alto, e eu disse “au revoir” ao loiro mel. Dessa vez comprei a tinta no Naturalia, um outro mercado orgânico um pouco mais simples que o outro. Comprei  a cor “Blond Moyen” (meio loiro) do Beliflor. Tive a sensação de ser tão suave quanto o Color & Soin, e mais uma vez durante o processo, comecei a rezar pra que não ficasse laranja. Bom, a reza deu certo, laranja não ficou, rs! Não sei até agora o que aconteceu, mas tenho a impressão de que foi uma reação química entre as duas tintas e as mechas que já estava lá antes da minha viagem, porque foram só as mechas que ficaram esverdeadas, e foi isso que me irritou, porque fora as mechas a cor ficou incrível!!! Um mel brilhoso, apagado pelo verde opaco, rs! Fiquei arrasada. Mas é isso, tinta é química e quando não entendemos muito, é melhor ficar no seguro, a não ser que você tenha muito cabelo  e seja desprendida, rs!

 

 

IMG_3569 Me deu uma louca depois disso e eu comprei mais uma tinta de caixinha, a Korres uma marca Grega, dessa vez no Beauty Monop, loja que só fui entrar no final da viagem e nossa como me arrependi. É uma loja de produtos de beleza em geral, mas fiquei impressionada com a quantidade de opções de tinta mais suaves e com a aparência mais profissa. Escolhi o “light honey chestnut” (castanho mel claro), porque fico achando que o escuro sempre cobre (mas não sei se isso confere, afinal como já mostrado aqui, nunca sabemos quando vai haver uma reação química), mas ainda não tive coragem de experimentar.  Os brancos estão novamente tomando conta, eu continuo com mechas esverdeadas e não sei se chamo um mestre da juba pra me salvar ou se arrisco mais uma vez, afinal é mais uma marca pra compartilhar com vocês. :)

Ah! Quero deixar claro que o meu cabelo ter ficado verde não tem nada a ver com a qualidade do produto que eu utilizei, inclusive ambos tem aviso sobre a interferência de outros produtos, o problema foi eu querer misturar tudo. Recomendo os dois! E outra coisa, é que nenhuma dessas tintas é orgânica, na verdade não encontrei tinta orgânica, mas sim, tintas naturais, sem amônia, sem parabeno, sem silicone, sem óleo mineral, sem metal pesado, sem resorcionol, o que é uma maravilha, porque acho que das piores coisas pra nossa saúde se tratando de produtos de beleza, são as tinturas.

IMG_3170

Primeira tentativa: logo depois comecei a rezar.

cabelo mel

A cor que eu amei, e durou um mês :(

image

Hairdrama.

image_1

Ao vivo é pior!

-

sexta-feira

20

fevereiro 2015

4

COMMENTS

Penetrait – máscara milagrosa da Sebastian

Written by , Posted in DESATANDO OS NÓS, PRODUTOS, REVIEW

foto 1

Esse post é da categoria “Review” onde experimentamos um produto e viemos aqui contar o que achamos dele.

Por Julia Lund 

Bom, hoje é pra falar da máscara Penetrait da Sebastian, que, juro, acho milagrosa! Lá no site da Sebastian Brasil a especificação do produto é a seguinte:

MÁSCARA FORTALECEDORA E REPARADORA

Possuem ingredientes especialmente combinados para agirem sobre os cabelos extremamente danificados pelo excesso de tratamentos químicos e por danos causados por ferramentas térmicas. Condicionam e fortalecem os fios.

Dito e feito! É exatamente isso o que ela faz.

Porém, algumas questões: é um tratamento feito prioritariamente nos salões profissionais, mas existem duas versões do produto (250ml e 500ml) para a venda com a finalidade de fazer o tratamento em casa. A moça que me vendeu essa máscara e também as pesquisas que fiz na internet, afirmam que elas possuem diferenças entre si. A 250ml é um pouco mais fraca e não precisa de calor para fazer efeito, já a de 500ml (super potente) é de uso profissional e só age a base de alguma fonte de calor. Como eu sou abusada, comprei a de 500ml. Ela é mais difícil e mais trabalhosa de usar mesmo. Eu faço assim: Lavo o cabelo, tiro bem o excesso de água, desligo o chuveiro (olha o gasto de água aí galera rs) aplico a quantidade de produto que coloquei na foto abaixo, e vou mecha por mecha massageando cabelo. Daí pego o secador e jogo calor durante 10 minutos, o cabelo fica bem duro, é normal! Espero dar uma esfriada e lavo, tiro bem o produto. Pra finalizar, passo um condicionador, apesar de achar que não precisa porque o cabelo já está super desembaraçado, mas sei lá, me falaram que era bom fazer isso e eu acreditei rs. O banho, como um todo, dura horas, dá uma preguiça danada, mas compensa. Meu cabelo fica muito bom, com um super brilho e maciez. Eu realmente sinto o tratamento fazendo efeito.

Mas, vejam bem, é um tratamento forte que não pode ser feito toda a semana, eu faço de 15 em 15 dias e é o suficiente. Dizem que como essa máscara possui muita proteína, se usada em excesso, pode acabar fazendo mais mal do que bem pros cabelos, principalmente se forem fios fracos e finos como os meus. Então, Be Careful :)

Um coisa que não é tão bacana, é o preço dela, é bem cara, mas sinceramente, acho que vale cada centavo, até porque dura muito. Como esse post não é patrocinado, aliás, nenhum aqui do nosso blog é, eu comprei a minha, mas não me arrependi de ter gasto, pelo contrário, achei um ótimo investimento.

É isso. Quem se anima?

foto(1)

 

 

sábado

7

fevereiro 2015

0

COMMENTS

Cut by Fred – Um site que amamos!

Written by , Posted in LOOKS

images

Nas nossas muitas  pesquisas por esse mundo vasto e infinito que é a internet, damos de cara com os sites/blogs mais inusitados da rede. Mesmo estando focadas no assunto cabelo, ainda assim são muuuitas as referências. Estamos falando de um assunto que, em diferentes graus, interessa a todos.

Bom, tudo isso para dizer que o blog que a gente mais AMA é o Cut By Fred . Quem nos apresentou esse blog foi a Elisa Faulhaber, uma amiga figurinista e antenada.

O Fred é um hairstylist francês, diga-se de passagem BEM GATO, que tem o site mais transado de todos. Seus vídeos são mega bem produzidos, com trilhas maravilhosas, e quase sempre mostram um antes e depois, ou seja, um “antes dele tocar no seu cabelo” e um “depois dele tocar no seu cabelo” rs. Além de cortar super bem, ele também tem várias dicas de penteados.

Como ele mesmo descreve no “About” do seu blog, depois de trabalhar um tempo com cinema e moda, ele quis criar um espaço mais autoral e pessoal, onde pudesse falar mais livremente sobre sua visão de beleza. Ele diz:  “o que fala é o cabelo, tenho a impressão que tudo passa pelo cabelo e que ele deveria governar o mundo” e depois segue: “ok, estou exagerando” hahaha. Bom, nem precisamos dizer que a gente adorou esse exagero :)

Aqui alguns vídeos dele. Foi super difícil escolher, são todos maravilhosos. Selecionamos um no estilo “Antes/Depois” e três tutoriais incluindo um penteado da série “Games Of Thrones”. No blog tem muito mais.

Quisemos postar aqui, porque além de querer dividir essa pérola com vocês, a gente acha que pode ser um ótimo lugar de referências de corte, cor e penteados.

Então, voilá!

cutbyfred.com

Antes/Depois – Lisa et son mini-carré

Tutorial – Tresse-noeuds ou quelque chose comme ça

Tutorial – After summer

Tutorial – Coiffe Game of Thrones

 

 

 

 

 

 

sábado

31

janeiro 2015

0

COMMENTS

TUTORIAL HAIRDRAMA: trança escama de peixe.

Written by , Posted in LOOKS, Tutorial

http-::www.samvilla.com:how-to:tips:dont-let-your-fishtail-braid-be-ordinary#.VMzN6Vb_Rg0

Mais um tutorial com a talentosa Loeni Mazzei, dessa vez a nossa modelo é a Priscila Assum, amiga e super colaboradora do hairdrama, já mostrou pra gente como fazer um coque com lenço super fácil, quem quiser aprender clique aqui.

Além do vídeo fizemos uma seleção de tranças escama de peixe, para dar uma inspirada na hora de fazer o penteado.

Queremos saber quem é que vai conseguir fazer igual depois do nosso tutorial, hein!

workoutfits.org

1. workoutfits.org

www.samvilla.com:how-to:tips:dont-let-your-fishtail-braid-be-ordinary#.VMzN6Vb_Rg0

2. samvilla.com

www.glamour.com:lipstick:2014:05:braids-and-braided-hairstyles-to-try-this-summer:9

3. glamour

www.glamour.com:lipstick:2014:05:braids-and-braided-hairstyles-to-try-this-summer:8

4. glamour

www.glamradar.com:easy-braided-hairstyles:fishtail-braids:

5. glamradar.com

www.blog.freepeople.com:2013:03:hairstyle-love-ponyfish:

6. blog freepeople

www.blog.freepeople.com:2013:03:hairstyle-love-ponyfish:

7. blog freepeople

quinta-feira

22

janeiro 2015

0

COMMENTS

Nova propaganda da Aussie com o “Shit Girls Say” é um hit do youtube

Written by , Posted in DESATANDO OS NÓS

Captura de Tela 2015-01-22 às 16.04.56

Gente,

nós acabamos de ver a nova propaganda da Aussie e rimos muito! Inclusive ela termina falando, “Deixe o hair drama pra lá”. A Aussie é uma marca americana, gigante, vendida internacionalmente e é algo bem próximo de um Pantene ou Dove.  A propaganda é feita com o “Shit Girls Say” uma websérie de comédia que já faz muito sucesso na internet há um tempo, mas nós nunca tínhamos ouvido falar. Os caras são maravilhosos, é bem estereotipado, mas é engraçado, não dá pra levar tudo a sério, né gente, rs! Vale a pena dar uma olhada no canal deles (só clicar aqui).

Nós fizemos legendas em português pra não deixar ninguém de fora, queremos compartilhar essa pérola com todo mundo, porque é uma delícia. Aproveitem!!!

domingo

18

janeiro 2015

4

COMMENTS

Cortes pra esse verão que está um forno!

Written by , Posted in LOOKS, SELEÇÃO HAIRDRAMA

Julianne-Hough marieclaire.co.uk

Gente, nós sabemos que o verão tá coisa séria – estamos  praticamente vivendo numa sauna. E nos dias que o Rio de Janeiro, por exemplo, tem proporcionado, nem pelado rola, rs! Cabelo comprido então, é tipo cobertor na cabeça.  Pra quem sempre teve vontade e nunca coragem de cortar as madeixas mais curtinhas, agora é a melhor hora pra encarar uma mudança. Nós então pra botar um pouco mais de pilha, fizemos uma seleção de cabelos curtos, são muitas opções – para as mais corajosas e para aquelas que vão aos poucos. É muita inspiração, e dá vontade de ter todos. Tomara que esse post realmente traga mudanças! Cabelo curto é lindo e a cara do verão e quase um ato de sobrevivência, rs!

abeautifullittlelife.com  dailymail.co.uk fashionmio.com girlswithshorthair.tumblr.com glamasia.com harpersbazaar.com hercampus.com Julianne-Hough marieclaire.co.uk karlie-kloss-fashiongonerogue kirsten dunst vogue.es lovelylydyedlocks.tumblr.com luckymag.com marieclaire.co.uk pophaircuts.com pophaircuts.com popular haircuts style craze usmagazine.com wavygirlhairstyles.com www.pophaircuts.com www.prettydesigns.com becomegourgeous.com

buzzfeed.com

 

violetgrey.hardpin

terça-feira

13

janeiro 2015

4

COMMENTS

Voltando ao “normal”: um diário do último dia colorido

Written by , Posted in HAIRDRAMAS, Mestres das Jubas

cabeça colorida

Por Diana Herzog

Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2014.

Eu estou aqui contando os minutos ou tentando não contar os minutos para voltar ao “normal”. Estou realmente com o coração apertado e um medo enorme de me ver loira ou morena (ainda não sei a cor que vou colocar) e não me reconhecer, não gostar mais. Sinto isso de verdade. Esses dois meses de cor foram únicos, nunca mudei tantas vezes de colorido, eu explico: o rosa ou o azul, enfim o colorido, você coloca, mas sai todo dia um pouquinho no banho, então todo dia é diferente, todo dia eu me via com um novo tom. As pessoas não entendem, porque realmente, se você parar para pensar, ter o cabelo rosa já é “esquisito”, mas é realmente uma experiência um dia ter ele rosa, outro dia ter roxo, rosa claro, rosa branco, depois rosa pink, enfim… cada dia uma cor, um tom, cada dia um encontro comigo mesma. E cabelo é realmente isso, ele muda a gente, ele muda a gente de fora para dentro, e agora pensando bem de dentro para fora. Mas é isso, durante esses dois meses me senti outra, mais segura, mais interessante, e na maioria das vezes não lembrava de estar “diferente”, porque assim, não sei vocês, mas eu não ando com espelho na mão, rs! Então a minha sensação, meu diálogo comigo mesma e com o mundo mudou por causa da cor, apesar de muitas vezes estar “colorida” não passava pelo meu pensamento, mas não sei, acho que eu já era outra. E agora o medo de mudar, de voltar, de não me encontrar mais, de não conseguir mais enxergar essa Diana que eu conheci nos últimos dois meses. Eu imagino que deve ter gente achando que a cor me deixou um pouco esquizofrênica, lendo esse texto, rs, mas é o que eu estou sentindo e é estranho. Será que essa Diana vai continuar por aqui mesmo sem cor, será que eu me conectei com um lado que eu não conhecia e agora ele vai me acompanhar independentemente do cabelo? Ou será que vai embora no primeiro segundo em que me olhar no espelho sem o rosa.

Eu imagino também que deve ter gente pensando, nossa quanto superficialidade, é só aparência, a superfície, blá blá blá… Mas a sensação que eu tenho, é que é alma, e não é a toa que eu e Julia criamos esse blog, porque cabelo é transformador, cabelo é energia. Mesmo! Enfim… muitas coisas, muitos sentimentos… deixo o computador agora para me arrumar, pegar minha bike, meu capacete rosa (que será minha única maneira de ter o rosa na cabeça, rs) e voar para o salão para encontrar com o nosso super querido e talentos Alê Carvalho (mestre da juba) e me reencontrar ou me desencontrar.

voltando ao normal

Antes e depois… a cara da felicidade (só que não) logo antes de sair de casa pra tirar o roxo, rsrs!

cabeça colorida

Vida em cores!

sexta-feira

12

dezembro 2014

0

COMMENTS

“Seu cabelo é seu?” – Letícia Novaes e seu hairdrama ou e sua juba.

Written by , Posted in Convidados, Hairdramas convidados

eu por laila oliveira

Por Letícia Novaes

eu por laila oliveira

Das perguntas que mais ouço na vida, uma delas é: “seu cabelo é seu?”
Isso porque sou dona de uma juba, das mais cheias e grossas que qualquer cabeleireiro já tocou. “Menina, isso aqui é um baita d’um pau grosso”, já ouvi de alguns profissionais mais informais, risos.
Minha bisavó Altamira era negra, minha vó é Régia é morena, meu pai é moreno também, eu vim branquela infelizmente, mas meu cabelo puxou a família paterna. Por isso quando perguntam se meu cabelo é meu, tenho vontade de responder “Não, amor, é da África”.

cabelinhoNa infância, minha mãe contornava o volume cortando curtinho mesmo. Nas fotos, pareço um abajour. Depois veio a juventude e para meu terror, não tinha jeito ou coragem. E morando no Rio de Janeiro, foi por aí que entendi que prender o cabelo é um oásis. Para o calor da nuca, para arregalar mais a cara (não sou do tipo que fica bonita com cabelo na cara, franja etc).
Com quase 20 e poucos, comecei a relaxar meu cabelo. Me pareceu bom, pois o cabelo continuava com volume, mas um pouco mais domado na raiz. Meu cabelo nunca formou cachos, apenas volume bethanesco. Em 2008 fiz um programa de turismo para o site da Oi. Pediram pra mexer no meu cabelo, deixei. Fizeram escova progressiva. Foi uma sensação demente. Eu acordava com os cabelos lambidos na cara. Dormia, acordava, o mesmo cabelo. Não curti. Prático? Ok. Mas sem opção. Gosto de ter o cabelo desconjuntado e vez ou outra arrumá-lo, escová-lo, enfim. Variações.
Cabelo é poder, aos poucos fui entendendo. Quando eu solto o cabelo no show, rola uma comoção, é divertido. Uma vez saindo de um taxi, o motorista, que quase não tinha se pronunciado, me disse: “Ei, menina, não corta o seu cabelo nunca, hein!”. Espíritos, eu pensei. Risos, soltei.
Já quase cortei curtinho, mas meu rosto é pequeno (apesar do nariz ser grande), e sendo muito alta e magra, fiquei com medo de parecer um fósforo. Por enquanto ainda não veio aquela coragem louca de radicalizar, e eu gosto, gosto de ter cabelão, não cuido como eu deveria, vou à praia, amo piscina, não uso boné, nada disso. Mas vez ou outra hidrato e me divirto com o meu querido Rodrigo Bastos, que cuida da minha crina.
Nunca pintei o cabelo. Ele é tão seco e cheio que seria caótica a manutenção. Não dá. Recentemente passei um tonalizante meio vermelhinho para fazer o filme “Qualquer gato vira lata – 2″. É bem leve a cor, quase minha cor natural, meio cobre. É divertido se olhar no espelho e ver outra cor, outra cara, mas não adianta, está no meu mapa: não sou dada à grandes transformações físicas. Inclusive, minha mãe só foi pintar o cabelo com 40 anos, quase obrigada pela irmã e cunhadas. Minha mãe é a mais linda e o comentário de todos é: “Meu deus, Sônia não muda nada, o tempo não passa para você!” Arrisco dizer que o fato dela nunca ter feito nada radical no cabelo tem a ver com isso. Risos. Admiro a coragem das franjas, do rosa, da loucura, mas no meu caso, o barato mesmo é manter a juba, cultivar a crina, cortar beeem pouco, vez ou outra nem lavar pós praia, dormir e achar que virou alga. De repente mais velha, tomo coragem e ouso mais, por enquanto é isso. Juba louca, juba própria.

Mais fotos!

cabelo por ana alexandrino 5621738263_d5e24e644e_o FOT3502

terça-feira

9

dezembro 2014

0

COMMENTS

Barbearia está de volta! Esse é só para os homens ou para as mulheres dos homens, rs!

Written by , Posted in DESATANDO OS NÓS, Hairdrama masculino, HAIRDRAMAS, LOOKS, PRODUTOS

P1060526

 

P1060526

No studio da Carla.

As barbearias estão de volta! Já faz muito tempo que saiu de moda homem querer cuidar do próprio cabelo, inclusive não só saiu de moda como virou uma opressão, homem cuidando do cabelo… só careca. Virou cool, homem dizer que não faz nada no cabelo, que paga $5 reais pra cortar ou que não lembra a última vez que penteou. Ah! Queremos deixar claro que também gostamos desse estilo bagunçado, mas só isso como opção e ditadura capilar masculina fica beeem chato. Tem que haver espaço pra tudo, e a verdade é que os espaços pra cortes masculinos foram aos poucos diminuindo… o barbeiro… só aquele mesmo antigo que cortava o cabelo  do meu avô.

E ainda bem que isso tudo vem mudando, lá em NY já é moda há muito tempo, nós nem sabemos se chegou a sair de moda, mas por aqui sim, saiu, mas graças a deus estamos sendo contagiados. Ainda temos poucas opções, exceto São Paulo que está cheio de barbearias, fizemos uma pesquisa rápida e o que não falta é lugar bacana, estiloso, retrô, que oferecem várias coisas, entre elas até um bar com inúmeros rótulos de cervejas importadas. Deu muita vontade de ir, tipo agora! Mas como moramos no Rio não rola, né. Por aqui a coisa ainda é fraca, tem um ou outro dentro de shopping e não tão charmosos como os de SP. Mas do jeito que coisa tá indo rápido, já já aparece um. O que temos aqui é o Studio da Carla Biriba, maquiadora e hairstylist incrível (super especiliazada em corte masculino, poderíamos até dizer que ela é barbeira, rs!) que já deu dicas sobre cachos pro blog. P1060540 Eu, Diana, fui acompanhar o meu marido Luiz André Alvim, cortar o cabelo com a Carla. E foi demais, ela cortou o cabelo dele lindamente, dá pra ver no vídeo, e nós amamos o resultado, e eu não estou exagerando, a última vez que ele curtiu um corte, foi numa barbearia no Brooklyn que inclusive virou até post. O marido da Carla, o Ciro Luporini acabou de voltar de Londres, onde foi estudar barbearia, e agora já está atendendo os homens do Rio. Então quer dizer, temos uma power couple liderando esse movimento aqui na cidade maravilhosa. Em BH, interior de São Paulo, Curitiba, Brasilia, também tem barbearias, enfim… dêem uma busca na internet, talvez achem uma opção perto, e se ainda não tiver nenhuma… olha aí, um bom negócio pra começar, rs!

A coisa tá ficando tão, tão na moda, que a Axe acabou de lançar a Matte Effect, uma linha de produtos só pra cabelos, com cera modeladora, spray, etc… é uma beleza, a Carla usou no Luiz André, inclusive foi ela que nos deu a dica. axe

Então gente o que fica é, homens com cabelos modelados, bem cortados e estilosos estão back in, e nós estamos felizes da vida, porque também gostamos desse look mais urbano e retrô. Mas o mais importante disso tudo é: o homem poder se sentir a vontade pra fazer o que quiser e usar o cabelo como bem entender, sem ser taxado de nomes – cá pra nós, preconceituosos, equivocados e desnecessários.

Partiu barbearia!

São Paulo liderando a tendência:

barbearia 9 de julho_

Barbearia 9 de Julho, das pioneiras em São Paulo

retro hair 2_

Retrô Hair no espaço também tem um salão de beleza feminino.

barbearia corleone

A Barbearia Corleone é a que tem um cardápio extenso de cervejas importadas.

 

terça-feira

25

novembro 2014

0

COMMENTS

Tutorial: coque ballet fitness com Betina Dantas.

Written by , Posted in LOOKS, NO CLIMA BALLET FITNESS, Tutorial

P1060556

Para fazer ballet fitness sem um fio fora do lugar.


Como prometido, continuamos no assunto ballet. O primeiro post foi sobre o  Espaço Vibre e o ballet fitness. Então, depois  de conhecer a modalidade e um lugar para pratica-lá, agora é vez do cabelo. Como usar o cabelo no ballet fitness? São várias possibilidades, mas a clássica é o coque, afinal  é o penteado da bailarina, e como quem prática ballet fitness não precisa ser uma bailarina, fizemos dois tutoriais de coques facílimos, que você pode fazer em 1 minuto. Esse é o primeiro e quem ensina é a criadora dessa dança/prática tão deliciosa, a bailarina Betina Dantas. Esse coque é lindo! E gente, é penteado pra sair de noite, de dia, no ballet, enfim… é penteado pra vida!

É isso! Mão na massa! Ops, mão na juba!